Educação musical ativa

A Educação Musical Ativa é um movimento que trouxe a partir do final do século XIX um foco mais preocupado com a prática musical e sua vivência de maneira mais lúdica, corporal e criativa, ou seja, deixando para segundo plano a preocupação teórica.

Os principais impulsionadores deste movimento foram europeus onde seus pensamentos e ideologias merecem leituras e cursos práticos em especial. São eles: Emille Jacques Dalcroze (Suiça), Zoltán Kodály (Hungria), Edgar Willems (Bélgica) e Carl Orff (Alemanha).

Estas práticas coincidem com as manifestações do universo infantil e o que eu chamarei a partir deste ponto como “Profissões das Crianças” que são Jogar, Mover e Criar.

Estas 3 alegres profissões são exercidas pelas crianças, e aí se entende criança, não só uma condição etária mas sim o espírito que é conter ativa estas 3 ações, e isso acaba não trazendo um limite de idade restrito.

Estrategicamente é muito válido iniciar o processo da educação musical procurando promover atitudes e experiências musicais que contenham o panorama de jogo, movimento e criação na condição de abrir tempo e espaço para as manifestações das crianças, que aliás é sua cria mais natural e motivadora.

A criança é a cria da mãe, a criação é a cria da criança, tais impulsos que cotidianamente e repetidamente aparecem na sala de aula com os alunos levantando as mãos, indagando e dizendo coisas deste universo natural, em muitos momentos nos fazem refletir, descobrir com eles, aprender, admirar o poder de elaboração, repensar, entre outras percepções.

Em outras palavras podemos incluir Paulo Freire também como reflexão quando o mesmo diz “coloca o alfabetizando em condições de poder “re-existenciar” criticamente as palavras de seu mundo, para, na oportunidade devida, saber e poder dizer a sua palavra”.

De certa maneira a Educação Musical Ativa é então regida por 3 forças:

1 — A Força Estética que trará as sensações e motivações para o envolvimento e curiosidade promovida pelo encantamento;

2 — A Força Lúdica que posso atribuir como uma espécie de ética das ações, que é justamente acompanhar as profissões da criança: jogo, movimento e criação;

3 — A Força Intelectual que compreende a resultante teórica, a técnica e o conhecimento cultural.

E é dessa forma que desenvolvemos os trabalhos na Oficina de Jogos Musicais aqui no LAR.

Uirá Kuhlmann
Professor da Oficina Jogos Musicais

Para conhecer mais sobre o trabalho realizado no LAR, acesse o nosso site: www.bencaodivina.org.br

Caso queira contribuir com este trabalho na forma de doação, acesse: lar.colabore.org

--

O que nos move é promover a educação, a cultura e o esporte, rompendo barreiras sociais, construindo um futuro mais digno para todos.

Love podcasts or audiobooks? Learn on the go with our new app.

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store
LAR da Benção Divina

LAR da Benção Divina

O que nos move é promover a educação, a cultura e o esporte, rompendo barreiras sociais, construindo um futuro mais digno para todos.